O Segredo de Gideão – Parte 1

Nos próximos 3 posts estaremos analisando quais foram os segredos para o sucesso ministerial de Gideão como juiz de Israel. Estes segredos são revelados através de três atitudes práticas encontradas no livro de Juízes, mais especificamente nos capítulos 6, 7 e 8.

Juízes nos fala a respeito de Gideão, um homem hebreu cuja ocupação era de agricultor. Este homem, de quem a Bíblia fala que era o menor da sua casa, e a sua casa a mais pobre da sua tribo, teve um importante papel numa revolução para a libertação de Israel. Ele foi a peça chave usada por Deus num tempo de opressão e miséria em Israel. Miséria causada principalmente pela idolatria em desobediência aos mandamentos do Senhor. Israel vivia tempos de muita dificuldade e fragilidade, sempre vulnerável aos ataques de seus inimigos.

É neste contexto que encontramos Gideão, um simples agricultor, distante das elites da sua sociedade, porém chamado por Deus para causar uma revolução espiritual que impactaria todos os setores de seu país. Vejamos então qual foi o primeiro segredo do sucesso de Gideão.

O primeiro segredo para o sucesso de Gideão foi a sua dependência em Deus. Em Juízes 6:14-16 lemos,

O Senhor se voltou para ele e disse: “Com a força que você tem, vá libertar Israel das mãos de Midiã. Não sou eu quem o está enviando?” “Ah, Senhor”, respondeu Gideão, “como posso libertar Israel? Meu clã é o menos importante de Manassés, e eu sou o menor da minha família.” “Eu estarei com você”, respondeu o Senhor, “e você derrotará todos os midianitas como se fossem um só homem.”

Alguém certa vez falou que: “Deus está mais à procura de homens que são dependentes Dele do que homens realizadores. Gideão aqui, como alguns outros homens de Deus tais como Moisés e Jeremias, procura colocar pretextos para não aceitar uma missão cujo comprimento lhe parece muito difícil. Mas Deus não se guia por critérios humanos e escolhe quase sempre, para a realização dos seus desígnios, aqueles que o mundo considera fracos e de pouca importância.

Naturalmente para nós, assim também para com Moisés, Gideão e Jeremias, criamos pretextos para fugir das situações que requerem a nossa total dependência em Deus. Alguém certa vez disse que: “É possível você ser grande demais para Deus te usar, mas é impossível você ser pequeno demais para Deus te usar.” Para ver a ação de Deus precisamos ser totalmente dependentes Dele.

A dependência é um ato de fé. Na verdade, Deus precisa de poucas coisas para fazer um grande milagre acontecer. No caso de Gideão, nós vemos no relato do capítulo 7 que Deus havia mandado Gideão fazer uma seleção dos homens que estavam com ele porque eram muitos. De 30.000 homens que se ajuntaram a Gideão, Deus mandou que ele separasse somente 300 homens. O motivo pelo qual Deus tomou essa decisão está expressa em Juízes 7:2 onde o Senhor diz que: “Israel poderia se gloriar contra mim, dizendo: A minha própria mão me livrou.”

Usando apenas 1% da força militar disponível naquele tempo, Deus livrou a Israel dos seus inimigos por meio da dependência de Gideão. Ainda hoje, pessoas como eu e você precisam aprender a depender em Deus no desenvolvimento de seus ministérios. É certo que somos colaboradores de Deus na sua vinha, no entanto, a maior parte do trabalho quem faz é Deus. Deus está à procura de homens dependentes Dele. A verdade é que temos recursos o suficiente hoje em dia para não depender da ação de Deus. Podemos fazer tudo acontecer através das nossas próprias mãos, podemos fazer com que a Igreja se sinta bem, porém fazemos tudo isso sem o mínimo de envolvimento da mão de Deus.

Há alguns anos atrás houve um missionário chinês que veio visitar a Igreja Ocidental e quando ele regressou para China perguntaram a ele o que mais o havia deixado impressionado com a naquela parte do mundo, sua resposta foi a seguinte: “É impressionante o quanto a Igreja Ocidental pode fazer e alcançar sem a mínima ação de Deus.”

Total dependência em Deus é a primeira razão pela qual nós vemos que Gideão foi a solução para Israel. Fique ligado, na próxima semana identificaremos o segundo segredo para o sucesso de Gideão.

Related Posts